Ads Top

Arrisque-se a dizer sim


Se pararmos alguns minutos para pensar em quanta coisa nos prende em uma zona de conforto chegamos a nos assustar. É normal precisarmos de bases fortes e confortáveis para as quais sempre podemos voltar. Nós criamos elas o tempo todo: nossos amigos, nosso trabalho, nossa casa e até aquele restaurante que vamos quando o mundo está de cabeça para baixo só pra sentirmos aquele gostinho tão conhecido e saber que algumas coisas continuam perfeitamente onde queremos que elas continuem.
O problema é que algumas vezes nós nos prendemos tanto nessas coisas que deixamos de dar espaço para as outras. O que deveria ser o nosso porto seguro para voltar, acaba sendo o único espaço que exploramos. Ficamos com medo de fazer novas conquistas, receosos que no meio do caminho percamos o que já estava conquistado. Deixamos de pesar quando vale a pena o risco. Deixamos de arriscar na gente.

Quantas pessoas por aí podemos encontrar infelizes com seu atual emprego por não conseguirem arriscar mandar um ou outro currículo com medo que o chefe perceba? Ou infelizes com o seu relacionamento porque, simplesmente, depois de um tempo com alguém, acham que não conseguem mais ficar sozinhas? Quantas pessoas dizendo não para qualquer novidade nós encontramos todos os dias?

É assustador perceber isso, mas na maioria das vezes nós somos essas pessoas. Essas com medo da vida. Essas deixando de viver, de crescer, evoluir e tudo aquilo que almejamos. Nós nem notamos o quanto podemos estar desistindo de nós. Seguramos firme muitas vezes em coisas que nos machucam pelo simples fato de não conseguirmos engolir a ideia de não termos algo para segurar, quem dirá a ideia de que as vezes, para recolhermos coisas boas por aí, precisamos estar com as mãos livres.

Se eu pudesse dar um conselho para todas as pessoas que vivem com medo, inclusive para mim mesma, seria para arriscar. Arriscar-se a dizer sim. Dizer sim àquele café com os amigos que há tanto tempo está sendo enrolado. Dizer sim àquele bar novo que por não conhecermos recusamos todos os convites. Dizer sim àquela emprego novo. Arriscar-se a sair da zona de conforto. Arriscar -se a dizer sim à vida. Dizer sim para nós mesmos. Dizer sim à nossa felicidade. Afinal, se tem uma coisa que jamais podemos esquecer é que somos exclusivamente responsáveis por ela.



2 comentários:

  1. Adorei o seu texto. Sempre vale a pena arriscar!
    www.malusilva.com.br

    ResponderExcluir

Entre Cartas e Amores - Blog de textos, comportamento, amores e resenhas literárias. Conta pra gente o que você achou ♥

Tecnologia do Blogger.