Ads Top

Carta para o moço dos meus devaneios


Moço, venho pensando, passando noites em claro, sonhando e procurando um jeito de lhe dizer. É uma coisinha tão simples e tão linda ao mesmo tempo que poderia mudar o meu mundo e o seu para sempre. Eu sei, vai parecer bobo aos seus olhos. Mas se o seu coração sentir o mesmo que o meu, ah, para ele vai ser lindo. Tão lindo quanto se pode ser. O caso, moço, é que eu venho pensando muito em ser a sua garota.

É, tão clichê... eu sei. Mas tão doce também, você não acha? Eu sei, um pouco ingênuo, onde é que já se viu querer ser de alguém? Mas pense em quão lindo poderia ser. Eu, a sua garota. Sua namorada, amiga, companheira, parceira. A sua como-você-quiser-me-chamar. Aceito, com você, até aqueles apelidinhos bobos que tão mal já falei, por ainda não conhecer o amor.

Em meus devaneios imaginando a gente, no caso de você, por um momento perceber, que seu coração grita por mim tanto quanto o meu grita por você, e decidir assim então, que quer ser o meu garoto também, ou amor, ou paixão ou qualquer coisa que meu sentimento me faça querer lhe chamar, caso isso viesse a acontecer, caso minha utopia virasse realidade, imaginei a gente, apaixonados. Eu devaneei dentro de planos, casas e beijos. Embaixo do lençol em noites de inverno. Embaixo do chuveiro em dias de verão. Devaneei tanto que inventei uma vida para nós.

Uma quimera, apenas uma quimera, eu sei. Quase um absurdo, já ouvi. Mas veja você, como eu vejo também, além da fantasia, enxergue lá no fundo, tão lindo, tão belo, sincero e profundo, enxergue o que eu vejo tão claro, que tudo isso é fruto do amor. E se por um segundo você puder ver, se em algum momento você perceber a beleza disso tudo, então, moço, eu preciso saber, será que assim, de algum jeito, mesmo que estando um pouco sem jeito, você não quer, quem sabe, ser parte do meu mundo?


Nenhum comentário:

Entre Cartas e Amores - Blog de textos, comportamento, amores e resenhas literárias. Conta pra gente o que você achou ♥

Tecnologia do Blogger.