Ads Top

Resenha: A probabilidade estatística do amor a primeira vista

Créditos na imagem: http://www.borboletasnacarteira.com.br
"O amor é a coisa mais estranha e sem lógica do mundo"

"As pessoas que se encontram em aeroportos tem 72 por cento mais chances de se apaixonarem que as pessoas que se encontram em outro lugar."

"Hadley compreendia. Não era para ler tudo. Leria no futuro, mas naquele momento o importante era o gesto. Estava dando para a filha a coisa mais importante que podia dar, a única que conhecia. Era um professor, um amante das histórias, e estava construindo uma biblioteca para a filha, da mesma forma que outros pais construíam casas."

"De repente, parada na esquina no meio de Londres, ela se dá conta de que conhecê-lo foi um milagre. Imagine se tivesse chegado na hora certa para o primeiro voo? Ou se tivesse passado todas aquelas horas ao lado de outra pessoa, um estranho que mesmo depois de quilômetros, continuasse sendo um estranho?"

Quatro minutos. O incrível intervalo de quatro minutos foi o causador dessa história toda. Se Hadley não tivesse se atrasado quatro minutos e perdido o voo para Londres, ela nunca teria conhecido Oliver. Se ela não tivesse esquecido aquele livro que queria com todo o seu coração (e angústia) devolver para o pai e tido que voltar para casa, ela não teria perdido aquele voo e nem se apaixonado. 
Aquela viagem tinha tudo para ser a pior da sua vida, afinal, quem quer ver o pai se casando de novo com uma estrangeira de sotaque horrível? Ter que encarar o pai abandonando de vez a sua antiga vida, o único lugar onde ela estava incluída só não podia ser pior do que chegar atrasada para essa celebração toda, que graças aqueles quatro minutos, era o que iria acontecer.
Aquele era para ser definitivamente o pior dia de sua vida, se não fosse pelo adorável Oliver, que conhecerá esperando o próximo voo. 07 horas dentro de um avião poderia ser uma eternidade ao lado da pessoa certa. O problema, é que uma hora aquele oceano que parecia infinito, acabaria. Junto com a mágica de se apaixonar a primeira vista. Quando o avião pousasse, cada um teria que encarar seus compromissos.

A probabilidade estatística do amor a primeira vista é envolvente do começo ao fim, o que chega a ser estranho para uma história que narre apenas os acontecimentos de um dia. (E que dia, hein!). Eu me envolvi com a história e as angústias de Hadley, com seu medo de perder o pai, com a raiva que ela tem sobre seus problemas familiares, com sua raiva de ter que viajar para ver o pai se casando de novo, tudo isso misturado com aquele confuso sentimento de conhecer alguém que torne tudo mais leve e se achar a pessoa mais ridícula do mundo por estar se apaixonando por um estranho no aeroporto. 
Acompanhar a mudança de opinião, ver os pensamentos da Hadley clarearem me fez pensar em quantas vezes só conseguimos enxergar o pior de tudo por medo de aceitar as mudanças que a vida nos traz. Definitivamente, uma história cheia de amor, de todos os tipos, inclusive.

Ficha Técnica:
Título: A probabilidade estatística do amor à primeira vista
Título Original: The Statistical probability of love at first sigth
Autor: Jennifer E. Smith
Editora: Galera Record
Ano: 2013




4 comentários:

  1. Sempre vejo resenhas positivas sobre esse livro, mas nunca tive a oportunidade de ler. Quem sabe um dia. (: Beijo grande ♡

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é adorável, vale a leitura quando tiver a oportunidade!

      Excluir
  2. Olá, vc é uma das minha indicadas para responder uma tag.

    http://contosdacabana.blogspot.com.br/2016/03/tag-liebster-award.html

    ResponderExcluir

Entre Cartas e Amores - Blog de textos, comportamento, amores e resenhas literárias. Conta pra gente o que você achou ♥

Tecnologia do Blogger.