Ads Top

Desapega desse medo tolo e aprende a se amar


Desapega desse orgulho bobo, desse medo tolo e aprende a se amar. Deixa as lembranças tomarem seu rumo, deixa o passado onde ele tem que ficar.

Desfaça os nós, destranque as travas, e solte essa ponta que já se tornou tão difícil segurar.

Troque as vírgulas, as reticências e todas as continuações por pontos finais. Troque a página, o capítulo e se precisar, mude o livro sem olhar pra trás.

Não adianta pensar duas vezes, não adianta dar uma segunda, terceira, quarta ou sabe-se lá qual chance já seria. Quando algo machuca, assim, de verdade, tão forte que se torna quase torturante tentar manter, então, ah, é melhor interromper.  Mesmo que seja bruscamente, no meio do frase, no meio do caminho, na subida do morro.

É melhor interromper do que deixar a chance de um final caótico e dramático. É melhor parar por si só e dar meia volta do que simplesmente desmoronar sem controle algum.

Se tem uma coisa que a gente tem que aprender é que não tem coisa mais gostosa nesse mundo que saber se amar, se respeitar e ter controle da sua felicidade. Porque é isso, a felicidade vem da gente e só da gente. E não tem guia nenhum, manual nenhum que nos mostre como fazer, por onde andar, onde procurar. É tentativa e erro. E quando a gente encontra só o erro, não há porque continuar procurando ali.

Quando o que deveria ser belo se torna pesado, se faz tormento, é hora de soltar, largar, chutar, jogar pro alto e sair correndo pra não respingar.

Com tanta chance de ser feliz por aí, simplesmente não há motivos para ficar onde tudo que se faz é machucar.

Há muitas histórias por aí esperando para serem vividas, esperando para serem lindas, esperando para serem leves. Há muita gente por aí pronta pra fazer sorrir.


12 comentários:

  1. Faz tempo que não apareço por aqui, e nossa, que surpresa! Seu blog está um amor! ♡ Amei o texto, muito. Preciso desapegar do medo também, porque olhar... É triste se você parar para pensar, mas também é algo muito difícil de se fazer acontecer. Amei e amei! Um beijo grande ♡

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma tarefa realmente difícil, mas que um dia todo mundo aprende. ♥ Obrigada linda ♥

      Excluir
  2. Gostei muito do seu blog e dos temas que você aborda nele. Parabéns e sucesso e continue sempre encorajando as pessoas dessa forma. Bjus

    ResponderExcluir
  3. Muitos medos são prisões para que vivamos novos mundos. É complicadinho deixar o medo, mas é por muitas vezes bem melhor deixá-lo no passado, e vive o presente que está no momento e suas oportunidades.
    Beijos!

    www.brilhamiga.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A gente demora mas uma hora aprende a encarar as coisas boas que estão por vir e deixar os medos pra trás ♥

      Excluir
  4. Oi Karol! Finalmente consegui vir aqui conhecer teu cantinho. Parabens parabens. =) Voce escreve muito bem. Com certeza vou continuar te acompanhando. Beijos

    http://www.verdadeescrita.com/entre-malas/

    ResponderExcluir
  5. Lindo o seu texto! As vezes a gente se deixa numa prisão e não tem coragem de sair, ne?
    Você escreve muito bem!Parabéns!

    ResponderExcluir
  6. Adorei seu texto...super leve e inspirador.
    O negócio é esse mesmo, deixar o passado no passado e só viver o presente e se abrir pro que ainda pode vir, ta certíssima!

    um beijo Karoline :*

    ResponderExcluir
  7. Libriana é libriana né <3 lindo texto! Muito bem escrito.
    polycardinot.blogspot.com

    ResponderExcluir

Entre Cartas e Amores - Blog de textos, comportamento, amores e resenhas literárias. Conta pra gente o que você achou ♥

Tecnologia do Blogger.