Ads Top

Gatos, fios-dentais e amassos: Resenha

Livros confissões de georgia nicolson
Gatos, fios-dentais e amassos
"Qual é o problema dessa gente? Eu sei por que eles não querem que eu tranque minha porta. É porque esse seria o primeiro sinal de que estou ficando adulta e eles não aguentam essa ideia, porque isso significa que vão ter de cuidar de suas próprias vidas e me deixar em paz. "

Sinopse

Georgia Nicolson tem 14 anos e mora com seu Vati, sua Mutti, sua irmazinha Libby que pensa que ela é metade humana e metade gata, e Angus, seu gato escocês selvagem. Como toda adolescente dessa idade, Georgia tem um punhado de dramas que carrega consigo. Como por exemplo nariz enorme que herdou de seu pai ou a chance de ter seios tão enormes quanto os de sua mãe. Não bastasse esses dois fatores em excesso, ela ainda herdou a querida monocelha. Numa falha tentativa de tirar o excesso de pelos, Gegê acaba arrancando mais do que deveria e ficando praticamente sem sobrancelhas. Já não bastasse essa vergonha, uns dias antes ela inventou de ir vestida de azeitona recheada numa festa a fantasia e acabou virando motivo de piada. Pra completar o inferno que sua vida se encontra as férias estão acabando e ela precisa voltar para a prisão que os adultos gentilmente chama de escola.

Pelo menos ela tem a turma do barulho, suas amigas, para fazerem companhia nos difíceis dias na escola. Mas, a escola ganhou dois novos alunos Deuses do Sexo, os irmãos Tom e Robbie, que vão fazer tudo ser diferente. Jas, a melhor amiga da Gegê se apaixonou pelo Tom na primeira vez que o viu, na loja de verduras em que ele trabalha. Quando levou as amigas para "conhecerem" sua nova paixão foi quando surgiu Robbie, seu irmão mais velho e fisgou o coração da Georgia.

Livro gatos, fios dentais e amassos

Considerações

O livro Gatos, fios-dentais e amassos faz parte da coleção "Confissões de Georgia Nicolson" e sinceramente é impossível não rir o tempo todo na leitura dele. Eu adquiri os livros quando eu tinha 15 anos e como estava com vontade de ler algum chick lit em forma de diário, não resisti quando enxerguei eles na estante e decidi reler toda a coleção. Eles são realmente bem focados para o público dessa faixa etária, então provavelmente se eu não conhecesse a história e fosse conhecer agora eu não iria gostar tanto, mesmo sendo o meu gênero favorito. 

A Georgia as vezes me irrita com algumas atitudes e essa foi a principal diferença que eu notei ao ler o livro agora, quase 5 anos depois da primeira vez: antes eu achava que em todas as birras da personagem ela tinha 100% de razão. Com certeza porque como eu tinha a mesma idade que a personagem, eu deveria fazer o mesmo tipo de coisa, tinha as mesmas preocupações e qualquer coisa parecia o fim do mundo. Agora, vendo sob uma nova perspectiva, algumas situações são só engraçadas e outras dá vontade de sacudir a personagem e dizer: olha, não é bem assim, não.

Georgia Nicolson


Como o livro é todo em forma de diário, a leitura é bem rápida e gostosa. Dá até aquela saudade do tempo que eu documentava tudo que acontecia comigo num diário que carregava pra todo lugar. Qualquer tempo livre era hora de escrever no diário meus dramas adolescentes. As personagens são bem o que a gente espera encontrar nesse tipo de livro, com todos os dramas e amores que a gente gosta de ler. 

Tem também um filme lindíssimo e muitíssimo amado da história da Georgia, que leva o nome do livro "Gatos, fios-dentais e amassos" produzido pela Nickelodeon. A história do filme segue a ideia do livro mas não é exatamente a mesma coisa. O filme é na verdade uma junção do primeiro e do segundo livro da coleção. Os dramas são os mesmos, mas não acontecem da mesma forma, nem tem os mesmos finais. Coisas que acontecem só no fim do segundo livro são apresentadas bem no começo do filme e alguns personagens são bastante modificados, assim como o "final" também é. Aqui em baixo tem o trailer pra quem quiser conferir:



10 comentários:

  1. Sempre que eu leio um livro que "não é pra minha faixa etária" eu tento dar uma avaliada pensando nisso, tento julgar com outros olhos, então se ele é bacana para o público que atinge eu com certeza gostaria de ler!
    Achei tanto o título quanto a capa do livro divertidíssimos! Fiquei até curiosa porque eu adoro histórias em forma de diário, inclusive escrevo em um até hoje!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que esse é o principal ponto pra poder julgar verdadeiramente um livro ou filme: tentar assistir/ ler com os olhos do público alvo. Não adiantaria de nada ler um livro pra meninas de 14 anos pensando somente com a mentalidade de 20.
      A história da Georgia é realmente muito divertida, tanto no livro quanto no filme. São meus amorzinhos haha <3

      Excluir
  2. Isso que é o legal de relermos os livros que já lemos em algum momento da vida. O quanto a perspectiva muda. Eu também gosto demais desse tipo de livro no estilo diário, o meu preferido de todos é O diário de Anne Frank (apesar de triste). Apesar de não ser da sua faixa etária, você conseguiu ver e lembrar como era quando vc tinha aquela idade. Parece ser bem legal, é um livro que eu leria e só de ler a sua resenha realmente deve ser muito engraçado!
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Adoro reler os livros que comprava quando mais nova. Mesmo que depois eu fique me perguntando o por que de ter comprado hahahah! Acho que leria esse livro sem medo.
    Beijos,
    www.hitsdomomento.com

    ResponderExcluir
  4. Eu tive uma experiência semelhante com a sua .
    Certa vez eu li a coleção inteira do "O diário da princesa" e achei super legal.Porem algum tempo depois eu resolvi pegar de novo o primeiro livro da série e eis que não tenho mais tanta paciência com a Mia.
    Nunca li esse livro da Geórgia e muito menos assisti o filme, mas salvei o trailer para assistir mais tarde
    Amei a resenha. Beijos

    Meu mundinho quase perfeito

    ResponderExcluir
  5. achei os títulos os livros dessa série super engraçados e a sinopse também :)

    acho que se eu lesse esse livros agora (porque eu fiquei com muita vontade de ler) ia me identificar com algumas coisas da personagem, mas não tantas (tenho 16 anos :p).

    adorei a resenha <3 beijos.

    ResponderExcluir
  6. GATOS! <3
    Possivelmente são gatos no sentido figurado, mas pelo que você escreveu e pela capa até tem um gatinho de verdade <3
    Confesso que continuo amando livros infantis e para adolescentes, mesmo já tendo passado dessas fases fa tempo...kkkk. Lembro até hoje de um livro chamado "O diário nem sempre secreto de Pedro".
    Beijos!
    Gatita&Cia.

    ResponderExcluir
  7. Eu sempre disse que minha alma é mais velha que meu corpo. hehe Tenho 15 anos mas nunca me identifiquei com esse tipo de história. Já tô nessa fase de querer sacudir a personagem, sabe? :P

    Porém, seu sentimento de reler livros de antigamente eu entendo muito. Vivo tendo essas vontades. Inclusive tô querendo ir na biblioteca e pegar os livros da coleção Vagalume de novo. *-*

    Adorei as fotos!

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  8. Adoro fazer releituras de livros da época de criança ou adolescência, é tão bom ver o quanto a gente mudou através da visão que temos dos livros. As histórias da Georgia parecem mesmo super engraçadas e ter um tom leve e descontraído. É o tipo de leitura que a gente faz num instante, eu adoro.
    Não conhecia essa série de livrinhos, mas se tiver a oportunidade vou ler. Eu leio livro de quase todos os gêneros e adoro ler alguns de faixas etárias infantil/infanto-juvenil, para conhecer.
    Adorei a resenha!
    xoxo

    ResponderExcluir
  9. Alguns anos atrás eu era apaixonada por esse tipo de livro! Sinto que passaria pela mesma coisa que você: achar cômicas situações que antes realmente pareciam ser o fim do mundo!Paraíso da Leitura

    ResponderExcluir

Entre Cartas e Amores - Blog de textos, comportamento, amores e resenhas literárias. Conta pra gente o que você achou ♥

Tecnologia do Blogger.