Ads Top

A pessoa certa, na hora errada


Dizer que eu gosto muito de estar com você, que você é uma pessoa incrível, maravilhosa, especial, mas, que no momento não dá pra ser mais do que apenas uma boa amizade, pode até parecer clichê, um punhado de frases feitas, mas não; são as palavras mais verdadeiras e sinceras que tenho pra lhe oferecer. 

Talvez um dia quem sabe, num outro momento, a gente se esbarre por ai nessas voltas que a vida dá, e dê certo. Mas; hoje não. 

É aquela velha história, que já estamos cansados de ouvir por aí: a pessoa certa, na hora errada. Talvez se tivesse chegado na estação anterior, naquela que eu ainda estava confuso, sem rumo, sem lenço, sem documentos, sem saber qual direção tomar. Talvez se tivesse chegado naquele momento em que eu precisasse disso realmente, um alguém com uma rota já traçada, que me pegasse pelo braço, e dissesse "vamos?"

São os desencontros da vida, né! Chega até ser irônico, uma piada de mau gosto. Fiquei por ali algum tempo, sentado naquela estação, e não apareceu esse alguém; que me fizesse vislumbrar um caminho seguro.

Agora, infelizmente, ou felizmente, eu já sei pra onde ir. E pra onde vou só tem espaço pra mim, minha mochila e alguns trocados no bolso.



3 comentários:

  1. Léo seu texto é maravilhoso. Verdadeiro e poético, sem palavras...
    Parabéns e obrigada por proporcionar uma leitura tão agradável. bj
    www.pilateandosonhos.com

    ResponderExcluir

Entre Cartas e Amores - Blog de textos, comportamento, amores e resenhas literárias. Conta pra gente o que você achou ♥

Tecnologia do Blogger.