Ads Top

Dançando pelada: Resenha

Gatos, fios-dentais e amassos


Sinopse

No quarto livro da coleção de livros infanto-juvenil Confissões de Georgia Nicolson: Dançando pelada, a galera do barulho embarca para a terra da baguete em uma viagem escolar organizada pelo lindíssimo professor de francês. Apesar de algumas desventuras acontecerem no meio da viagem, tais quais conseguirem derrubar a bandeira francesa do barco no qual estavam e serem xingadas pelo pirado condutor, além de ouvirem um grande discurso da diretora falando de como algumas maçãs podres estragam a imagem inglesa perante outros países (no caso, a galera do barulho), a viagem foi incrivelmente demais para as garotas, principalmente se levarmos em conta que elas conseguiram comprar uma boina completamente enorme para avacalhar com o uniforme que o colégio as obriga a usar e passar vergonha na frente das outras pessoas todos os dias. 

Mas nem só de flores é feita a vida e nesse livro da coleção, a bad é coletiva. Não só o Dave Risadinha decide terminar com a Elen, que estava completamente apaixonadinha, dando a desculpa de que ele não gosta tanto dela quanto ela gosta dele, como o Sven precisa voltar para a Suécia deixando a Rose aos prantos. Não bastasse dois corações partidos na turma do barulho, o Deus do Sexo mais querido do pedaço desiste da carreira musical e decide seguir a carreira dos alimentos orgânicos em outro lugar, tendo assim que quebrar o coração da Georgia. 


Gatos, fios-dentais e amassos


Considerações

Eu descobri durante a leitura desse livro, que eu ainda não tinha lido a coleção toda da Georgia! Sempre pensei que fossem apenas quatro livros (os quais eu comprei lá nos meus quinze anos), mas quando fui marcar como lendo novamente no skoob, descobri que existe um quinto livro que eu ainda não tinha lido. O que, quando terminei de ler fez bastante sentido, porque a história meio que terminou sem um fim. Tem na última página desse livro escrito (em caixa alta mesmo), "O FINAL OFICIAL E APROPRIADO. PROVAVELMENTE." e com certeza a Karol de 15 anos levou isso como um final oficial pois estava escrito final e não foi atrás de saber se realmente era o final. A notícia boa é que vou ler o quinto livro pela primeira vez.

O ponto mais legal desse título da coleção é a forma como a Georgia lida com o pé na bunda que levou do Deus do sexo. Eu sei que ela já tinha aprontado no livro anterior deixando sua bundosidade vermelha tomar conta e sair dando uns amassos com o Dave Risadinha (que era namorado de uma de suas melhores amigas, inclusive), mas levar um pé na bunda ao invés de fazer ela se sentir mal e ficar chorando pelos cantos (tá bom, só um pouquinho, mas quem não fica recebendo uma notícia dessas?), fez com que ela percebesse que a relação que levava não era nem saudável, nem legal. 

O livro continua divertidíssimo como os outros, mas a forma de pensar da personagem em relação aos relacionamentos já não é mais a mesma. Continua fazendo as palhaçadas com a turma do barulho, mas agora tem sempre a Jas como consciência das demais, mostrando que algumas coisas são só idiotas e não engraçadas (inclusive, adoro a Jas. A do filme é chata, mas a Jas do livro é tão amorzinho que não dá pra não ser a personagem favorita mesmo não sendo a principal). 

Ficha Técnica: 
Título: Dançando pelada
Autor: Louise Rennison
Editora: Rocco
Ano: 2006


Leia também as resenhas dos outros livros da série Confissões de Georgia Nicolson:









Nenhum comentário:

Entre Cartas e Amores - Blog de textos, comportamento, amores e resenhas literárias. Conta pra gente o que você achou ♥

Tecnologia do Blogger.