Ads Top

Nocauteado pelos meus nunga-nugas: Resenha

nocauteado pelos meus nunga nunga


Sinopse

No terceiro livro da série Confissões de Georgia Nicolson: Nocauteado pelos meus nunga-nungas a nossa querida personagem vai aos pouquinhos (mas bem pouquinho mesmo) amadurecendo sua forma de pensar. As palhaçadas e traquinagens de adolescente pra irritar a supervisora da escola, ou pra fazer graça com suas amigas, como colocar as luvas na orelha continuam firme e forte, mas no quesito relacionamentos - que é o foco principal desse diário cheio de dramas - ela vai tendo um pequeno avanço. 

Tudo bem que ela é namorada de um Deus do Sexo e que isso é super irado, mas a sua -bunda vermelha- começa a dar sinais de que algo pode estar dando errado quando o Dave Risadinha (anteriormente conhecido como ex ficante e isca, agora conhecido como atual ficante de uma de suas melhores amigas) faz com que seus lábios prontamente façam biquinho quando chegam perto dele. 

E como se já não bastassem todos os problemas que sua vida amorosa turbulenta traz, seu gato, Angus, agora apaixonado pela gatinha do outro lado da rua, Naomi, arranja problemas maiores ainda quando a gatinha aparece grávida e os vizinhos aparecem querendo crucificar o pobre animalzinho. 


Considerações

A história da Georgia em Nocauteado pelos meus nunga-nungas continua hilária, arrancando risos em todas as páginas com as confusões nas quais ela consegue se enfiar. Diferente do primeiro e do segundo livro, nesse a vontade de esganar a personagem vai diminuindo potencialmente, pois ela vai amadurecendo (mesmo que em passos de formiga) e enfrentando melhor alguns dos dilemas que aparecem, começando por colocar em dúvida se o relacionamento tão cobiçado com Robbie, o Deus do Sexo, realmente é algo bom para ela, tendo em vista que eles são completamente diferentes. Tem muito ciuminho de amiga (não que os outros não tenham, mas esse ganha disparado) e muita, mas muita confusão sentimental rolando na vida da Georgia. 

Até nas férias forçadas no fim do mundo para onde ela foi arrastada, ela conseguiu agir um pouquinho melhor. Não aquela atitude maravilhosa que seus pais esperavam, mas comparada com a Georgia que conhecemos no primeiro livro, foi sem dúvidas um grande avanço. Continuamos também encontrando fragmentos do filme no terceiro livro, mas aqui a história já andou para um caminho completamente diferente do que a versão cinematográfica nos apresenta. As coisas ainda não se resolveram magicamente como em um conto de fadas e a confusão da personagem só vai aumentando. 

Leia também as resenhas dos outros livros da série Confissões de Georgia Nicolson:











Nenhum comentário:

Entre Cartas e Amores - Blog de textos, comportamento, amores e resenhas literárias. Conta pra gente o que você achou ♥

Tecnologia do Blogger.