Ads Top

Perdão, mas hoje você é apenas uma lembrança



Sabe quando você está arrumando uma gaveta e encontra lá no fundo, embaixo de um amontoado de quinquilharias uma daquelas cartas antigas que você ficou com tanto dó de jogar fora que decidiu esconder de si mesmo? Ou no fundo do roupeiro, quando troca a estação e você decide mudar tudo de lugar e encontra ali perdida aquela sua camiseta de banda que você nem lembrava mais que tinha? É mais ou menos assim que eu me sinto quando encontro, acidentalmente, você na rua.

Mas não pense que eu fico triste ao esbarrar com você virando a esquina. Não é como se você ainda fosse uma ferida aberta para mim. Não pense também que eu carrego comigo rancor por você ter quebrado algumas vezes meu coração. Eu juntei todos os pedacinhos caídos e guardei neles as boas lembranças que construímos. O problema é só que nesse processo você virou apenas uma lembrança também. E é estranho cruzar com suas lembranças pela rua.

Você deve reparar que fico meio sem jeito. Abaixo a cabeça e ando mais rápido. Tenho medo de que você possa me parar, cumprimentar, querer contar as boas novas. Não que eu não fosse gostar de ouvir que sua vida está melhorando, que você seguiu seu caminho e que está feliz com isso, pelo contrário, sempre desejei isso pra você, até nos momentos de raiva.

Mas imagine você, falar com um personagem de um livro? É assim que eu me sentiria, porque, meu bem, quando você escolheu sair da minha vida, eu decidi que você nunca mais entraria. Não conseguiria fingir que nosso amor não existiu, que você não existiu, então eu te eternizei nas minhas lembranças e, como um personagem de livro, é somente lá que você deve ficar.

Me perdoe por essa atitude quem sabe um pouco imatura aos seus olhos. Me perdoe por te bloquear assim da minha vida, no fundo eu sei que seu carinho por mim ainda existe aí. Eu sei que as coisas passam e a gente sempre guarda aquilo que foi bom. Mas, meu bem, esse foi o único jeito de suportar o que você fez com meu coração.

Imagem: we♥it


7 comentários:

  1. Eu amo teus textos!
    Esse é o meu favorito, me faz lembrar por coisas que já passei...
    Continue postando <3

    ResponderExcluir
  2. Lindo, emocionante e encantador a forma como escreve. Esse texto descreveu muito o que deveríamos fazer com pessoas que decidem sair de nossas vidas. Não vale nada guardar apenas o rancor e as coisas ruins. Muito melhor ficar com a parte boa de tudo e desejar sempre o melhor para aquele que decidiu partir.
    Você escreve muito bem, moça. ❤️

    ResponderExcluir
  3. Esse texto me fez lembrar uma situação que vivi recentemente e foi um pouco doloroso.

    ResponderExcluir
  4. Arrasou no texto! Parabéns, eu amei muuuito!
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Mais um texto lindo!
    Garota, tu arrasa muito em! Queria saber escrever assim!

    Mil beijos

    http://senhoritamarmelada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Acho que quando não estamos mais com alguém que nos fez bem e houve um término ruim o melhor é realmente afastar a pessoa da nossa vida, só assim poderemos começar um novo capítulo!

    ps. agora sim, to com a conta certa hahahhaaa
    http://www.peixinhogeek.com.br

    ResponderExcluir
  7. Paraaaaaaaa tudo! Como que você sabe tanto assim da minha vida? hahaha :O Me descreveu todinha, to começando a gostar disso, cada vez que eu leio seus textos, mais feliz eu fico, com mais vontade de deixar tudo pra trás, e viver com um sorrisão no rosto e não me importando com aqueles que já me magoaram.
    Sucesso.
    Beijinhos,
    http://pensamentosvoados.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Entre Cartas e Amores - Blog de textos, comportamento, amores e resenhas literárias. Conta pra gente o que você achou ♥

Tecnologia do Blogger.
UA-80596339-1