Ads Top

Ela é o Rock e outras gerações

Ela é o rock e outras gerações


Pode pegar seus lps e colocar na vitrola porque a garota vintage quer dançar.

Ela não tinha medo de gastar sapatos de camurça azul e nem de pisar no seu pé. Ela não tinha vergonha de não saber dançar. Dançava mesmo assim, dançava mesmo se não houvesse música alguma.

"Deixa se invadir pelas coisas britânicas, mas na verdade, escute a cultura do som e monte sua própria."

Gosta tanto de culturas que vai querer tirar fotos clichês em viagens contigo e se reclamar, vai esperar o dia todo com ela o trânsito da Abbey Road parar, para que ela imite a capa do cd dos Beatles.

Ela cresceu ouvindo músicas antigas dentro de casa. Seus pais ouviam Bob Dylan, ela não entendia nada, mas balbuciava sons, e agora, está marchando nas ruas querendo mudar o destino dela e dos outros.

Ela faz protestos, está em organizações, mas não tira a faixa do cabelo e o rock dos ouvidos.

Ela é uma garota vintage, só que atual. Como rock é como pedra e como pedra, precisa ser lapidada. Ela não deixa ninguém lapidá-la.

Minimalista? Não. Ela é exagerada mesmo e se você reclamar, ela passa o batom vermelho e mostra a língua para fora como em um cd dos Rolling Stones.

Ela gosta de vestidos de bolinha e penteados altos como os da Brigitte Bardot. Ela sabe falar sobre Cuba, Martin Luther King, Kennedy e Che Guevara.

Acredite, essa garota ainda é a garota que acredita que tudo o que brilha é ouro. Ela é otimista mas sabe ter senso crítico também. Essa garota sabe que o problema social de um também é o seu e que a vida é muito curta pra viver em uma bolha social, ela entende que culturas são algo a se conhecer e não algo pra se hierarquizar.

Ela é o Rock e outras gerações. Ela é a música que toca, ela é um solo do Jimi Hendrix, Ela é feminista.



4 comentários:

Entre Cartas e Amores - Blog de textos, comportamento, amores e resenhas literárias. Conta pra gente o que você achou ♥

Tecnologia do Blogger.
UA-80596339-1