Ads Top

Carta aberta de um ansioso para seus amigos

Carta aberta de um ansioso a seus amigos

Eu gostaria de lhe pedir desculpa por todas aquelas vezes em que eu cancelei em cima da hora e pelas vezes em que eu sequer consegui ligar ou mandar uma mensagem para cancelar. 

Gostaria de lhe pedir desculpa por todas as vezes que você gostaria que eu estivesse presente, mas que eu não consegui evitar me ausentar. E também por todas as vezes que eu fui, mas precisei sair no meio sem dar muitas explicações conexas.

Desculpa pelas vezes que eu me afastei e você sentiu que eu não queria estar por perto. Desculpa pelas vezes em que eu me fechei e me isolei sem dar explicação nenhuma. Desculpa pelas vezes que você não conseguiu entender muito bem o porquê de eu estar me ausentando e pelas vezes em que nem eu soube lhe explicar. 

Desculpa por aquelas vezes em que você estava disposto a me oferecer um ombro amigo, perguntando se tinha algo errado e eu mentia dizendo que não, que estava tudo bem. Não me leve a mal, eu confio em você. É só que o medo que você deixe de me ver como sempre viu, as vezes, mesmo que seja irracional, fala mais alto. 

Eu gostaria principalmente de lhe pedir desculpas por nunca ter tentado explicar calmamente. Sempre achei que as pequenas indiretas seriam suficiente. Eu queria lhe pedir desculpa por a minha ansiedade acabar afetando você também. 

Eu não quero me isolar ou ficar longe. Sei que as vezes é isso que parece, quando recuso seus convites seguidos. É só que essa coisa que eu sinto aqui dentro não tem avisos nem hora marcada pra chegar. Ela simplesmente vem e desanda com todos aqueles planos que a gente fez. 

E eu não tô pedindo pra você entender tudo o que eu sinto, porque sinceramente, nem eu consigo compreender. Eu só quero que você saiba que eu nunca quis que isso te afetasse também. E que se algumas vezes eu me afasto sem motivos, não é porque você deixou de ser importante. 

Eu quero a sua companhia. Eu quero estar por perto e te auxiliar sempre. É só que, as vezes, eu só preciso ficar sozinha na minha zona de segurança. 

Você pode se interessar também por esses textos:

Carta aberta de um ansioso a seus amigos

3 comentários:

  1. Nossa, isso me definiu por completa. Sou assim, inconstante, ora querendo estar perto, ora o mais distante possível para não afetar ninguém que amo. Difícil ler esse texto e me identificar...


    Beijos,
    Blog Gaby DahmerFanpage

    ResponderExcluir
  2. Nossa! que texto tocante, principalmente para mim: tenho crise de ansiedade! é horrível, li o post roendo as unhas,a ansiedade já me trouxe muitas situações desagradáveis.

    Simplesmente Criativa

    ResponderExcluir
  3. Queria poder te abraçar agora, porque sinto direitinho como é esse negócio de ansiedade e o jeito que isso afeta não só a nossa vida, mais das pessoas com as quais a gente convive :(

    ResponderExcluir

Entre Cartas e Amores - Blog de textos, comportamento, amores e resenhas literárias. Conta pra gente o que você achou ♥

Tecnologia do Blogger.