Ads Top

Sobre as coisas que te fazem especial

sobre as coisas que te fazem especial


Você me perguntou esses dias, numa daquelas suas crises existenciais, como é que eu podia amar alguém como você. Em meio à todas aquelas paranoias que habitam seus pensamentos nesses momentos, você me perguntou o que de tão especial eu poderia enxergar em você. 

Fiquei meio atônito na hora, fui pego despreparado. Apesar de já ter passado por várias dessas crises com você, eu continuo sem ter certeza do que fazer. As vezes, te levar para tomar sorvete já resolve. Noutras, a gente precisa ir no cinema, comprar doces de todos os tipos e se desligar do mundo por algumas horas. 

E nessa vez, eu precisaria te dizer os motivos pelos quais eu te amava. Até que me virei bem, na hora. Você sabe, eu sempre fui meio tímido, sem jeito pra lidar com sentimentos. Mas o amor que construí por você, me ajudou na hora. 

Porque sim, eu construí esse amor por você. Diferente do que a gente lê nos poemas por aí, ele não nasceu do nada consumindo meu ser inteiro nas chamas do amor. Seria até uma grande de uma falta de consideração dizer que esse amor surgiu assim, do nada, se quer saber. Eu me lembro de cada tijolinho que fui colocando nele. Lembro de cada momento em que fui deixando você entrar em mim. 

Eu te citei, no calor do momento, sob aquela insegurança de sempre quando o assunto é sentimento, como eu amava a forma que você sorria só com o cantinho da boca quando ficava nervosa com alguma coisa, mas fazia um esforço quase sobre-humano para não demonstrar. Citei como a forma que você ocupa todo o espaço da cama e vira de um lado pro outro a noite inteira me deixa completamente encantado. Eu lhe disse que eu amava você, por todos os seus defeitos e por todas as suas qualidades. Que eu amava como você brigava com o mundo todo se fosse preciso pra defender aquilo que você achava certo, mas que também não se importava em pedir desculpas quando percebia que não estava tão certa assim. 

Eu sei que o que eu falei naquele momento serviu pra acalmar seu coração e a sua mente que insistia em lhe dizer bobagens inexistentes. Mas quando eu cheguei em casa e fui lhe mandar uma mensagem de boa noite, dizendo que você é a garota mais incrível que eu conheço, eu percebi que fui injusto. 

Foi de uma injustiça sem tamanho não citar como eu amo a sua letra tremida nos bilhetes feitos com pressa. Foi injusto não dizer que eu amo como seus olhos, quando fitam os meus, fazem o mundo inteiro parar. Que eu amo como você fica linda naquela sua saia amarela de preguinhas. Que eu amo a sua voz rouca de manhã me ligando pra ter certeza se eu acordei e se não saí sem tomar café da manhã. 

Foi injusto não dizer que eu amo a forma como você se preocupa com qualquer pessoa e sente que precisa salvar o mundo. Como você se doa inteira em qualquer coisa que você decida fazer. Como você acredita no melhor das pessoas e inspira o melhor de cada um, justamente por isso. 

Você é a garota mais incrível desse mundo porque o som sincero e contagiante da sua risada faz clarear qualquer dia ruim. Eu amo como você fica animada cantando as músicas daquela sua banda favorita. Eu amo seus dedinhos tortos da mão e até aquela sua caneta cheia de pompons. Eu simplesmente amo cada detalhe seu que já desvendei. E amo saber que cada dia você consegue me surpreender mais, me dando mais e mais motivos para lhe amar. 

Eu poderia escrever cartas quilométricas apenas citando cada mínimo detalhe que me faz lhe amar, ou cada momento bom que guardo com você que ainda assim eu estaria sendo injusto. Porque há coisas em você que me fazem lhe amar que simplesmente não podem ser explicadas, não importa quantas palavras bonitas eu use. Eu simplesmente amo cada detalhe, descritível ou não, seu. 


3 comentários:

  1. Karol eu to sem palavras, UAU! Que texto maravilhoso, eu até mandei pra uma pessoa, pois me identifiquei bastante. Muito lindo! De verdade...


    Beijos,
    Blog Gaby DahmerFanpageInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  2. Que texto lindo! E o amor é exatamente assim, a gente ama pelos detalhes e não tem explicação, não dá para colocar em palavras, mas está tudo dentro da gente! <3

    http://lenabattisti.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Mais um texto incrível! Você já pensou em escrever um livro? Você manda muito bem! Me identifiquei muito com esse texto por ter vivido isso no meu último relacionamento, e olha a sensação

    de reencontro com si mesma é maravilhosa! Beijos
    Planeta Erótico - Vibradores

    ResponderExcluir

Entre Cartas e Amores - Blog de textos, comportamento, amores e resenhas literárias. Conta pra gente o que você achou ♥

Tecnologia do Blogger.