Ads Top

Copo cheio, coração vazio


Juntou todas as economias que ainda tinha, o mês já estava no final, e rumou para o bar mais perto que conseguiu pensar. Vestia sua, como orgulhosamente costumava chamar, roupa de guerra: Um salto bem alto, o vestido preto-básico favorito e um batom vermelho pra ninguém botar defeito. Afinal, a guerra era silenciosa e contra o pior inimigo de uma mulher: sua auto estima. Tudo de feio que ela sentia por dentro, tentava compensar por fora.

Sentou no balcão e pediu uma dose da bebida mais forte e ao mesmo tempo barata que encontrou no cardápio - o gosto pouco importava, não seria o suficiente para tirar o amargo que há dias sentia na boca.
Ignorou as cantadas do barman, do homem que sentou-se ao lado no balcão achando que teria espaço para conversar, dos caras em uma mesa lá no fundo e de qualquer um que passasse por ela fazendo comentários sem moderação alguma.

Estava fechada para balanço.

E mesmo que não estivesse, não era com essas cantadas de baixo calão que alguém teria alguma chance com ela. Sua alto estima estava tão baixa quanto se pode estar, mas no fundo ela sabia que era só uma fase. Dias atrás ela era a mulher mais confiante que conhecia. E com o remédio certo, torcia ela que estivesse no cardápio, voltaria a ser aquela mulher.

O que havia acontecido não era mais o que lhe incomodava. Amores acabam, ela sabia. As coisas nem sempre dão certo e isso não é problema algum. O que realmente lhe incomodava era ter sido fraca. Não fraca por não lutar mais: aquela era uma batalha perdida há muito tempo e os dois soldados estavam feridos demais. Mas fraca por ter se deixado chegar àquele ponto. Por deixar que alguém roubasse sua confiança, sua felicidade e - quase não podia admitir para si mesma- sua vida.

Havia se deixado de lado, colocado sua felicidade em segundo plano  enquanto assistia a felicidade do outro, o qual demorou tão mais do que devia para perceber que não se importava com a dela.

Deixou de escolher o filme no cinema, o restaurante onde iriam jantar, o sabor da sobremesa. Deixou de pintar os cabelos, as unhas e seus quadros.

Esqueceu os planos de fazer um curso de arte fora do país. Deixou de lado o sonho de estudar naquela faculdade tão conceituada. Desistiu dos planos de morar sozinha, viajar, desenhar. Isso não pertencia a um futuro a dois.

Ela escolheu desistir de si mesma e era isso que, naquele balcão do bar com a companhia da bebida mais forte que podia pagar, ela não podia aceitar. As brigas, discussões e traições pouco importavam. Não era a saudade que machucava. Pelo menos, não a dele. Era a saudade que ela tinha dela mesma que não podia aguentar.

Mais uma dose. E outra. Intercaladas com pequenas crises de choro foram ao final 8 doses a mais e 120 reais a menos.

Saiu do bar quase sem economias, um pouco tonta mas ainda assim muito mais leve do que havia entrado. Não havia acontecido nenhum milagre lá dentro, mas o coração chorou o que precisava chorar, a consciência gritou o que precisava gritar e o fígado sofreu o que precisava sofrer.

Levantou a cabeça e apesar de ainda machucar, sabia que dali em diante, era dona de sua vida novamente e de bônus reconquistara uma velha amiga: sua auto estima.


53 comentários:

  1. U-A-L!
    Texto maravilhosamente incrível.
    Adoro a tua escrita!

    Beijo!

    ResponderExcluir
  2. Acabei de conhecer seu blog e cara, que texto! <3
    Também adorei o jeito que escreve!

    ResponderExcluir
  3. Que texto maravilhoso *-* Amei esta parte "Levantou a cabeça e apesar de ainda machucar, sabia que dali em diante, era dona de sua vida novamente e de bônus reconquistara uma velha amiga: sua auto estima."

    Beijos:*
    Escritas na Chuva

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa auto estima e amor próprio são nossos amigos mais verdadeiros.

      Excluir
  4. Amei o texto falar de auto estima é lindo.
    http://drigeise.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Ótimo texto!! Nunca vamos deixar de lado os nossos sonhos e desejos por ninguém. Quem ama apoia, não corta!

    ResponderExcluir
  6. e não é exatamente isso o nosso maior inimigo,a auto estima?parabéns pelo post descreve realmente nossas maiores dificuldades reconquistar a auto-estima,somente quando nos esvaziamos do que nos atrapalha,choro,magoas e tristezas é que podemos realmente recupera-las

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade. Temos que nos permitir esses momentos para recuperarmos nossa confiança.

      Excluir
  7. (meu outro comentário não foi </3 )
    Tô apaixonada pelo texto e pela foto da Bela/Lacey aí em cima *-* Infelizmente, nem sempre a gente vê qd fez demais, e qd vê é tarde. Mas recuperar o amor próprio e o controle da vida é possível, com ou sem um copinho pra animar :P
    Um beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma fã de once upon a time pelo jeito? hahah
      Verdade, com ou sem o copinho o importante é sempre tomar as rédeas de nossas próprias vidas.

      Excluir
  8. Belíssimo texto! O maior inimigo de qualquer um é a auto estima, mas com um jeitinho sempre driblamos-a e tudo da certo.

    ligeiramenteazeda.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela pode ser nossa maior inimiga e nossa maior amiga, a escolha é sempre nossa :D

      Excluir
  9. O final foi de arrepiar! Que escrita maravilhosa <3 Ninguém deve ser "explorado" por ninguém, seguir seus sonhos sempre deve ser primeira opção. E se for amor, nada vai importar.
    isabellefelicio.com

    ResponderExcluir
  10. Que escrita maravilhosa!! Adorei o blog, principalmente o layout. Beijos, sucesso!

    ResponderExcluir
  11. Isso me fez refletir sobre pessoas que não aproveitam seu tempo de solteira para realizar seus planos ou que tem planos individuais e acabam os esquecendo quando começam um namoro. Mas a moça do texto fez algo que não é saudável, que é por sua felicidade no parceiro e esquecer de si, o que complicou ainda mais. Mas que bom que no final ela consegue entender o que realmente importa né?
    Beijos

    www.juhlihipy.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, a gente até demora de vez em quando, mas o amor próprio sempre fala mais alto em algum momento.

      Excluir
  12. Parabéns, você escreve muito bem!
    Infelizmente, ainda acontece muito de algumas pessoas se sacrificarem em relações que não dão certo, muitas vezes por medo de ficarem sozinhas. É complicado...
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada <3
      Verdade, o medo de ficar sozinho é o que mais vejo levando a isso

      Excluir
  13. Eu sempre entro em blogs e dou de caras com textos sobre comportamento e valorização, mas nunca tinha lido um assim, que se passa num bar :D sério, adorei! *-* Parabéns :D
    beijos :*
    http://memorialices.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Ai gaucha percebe-se que manda bem com as palavras, sucessos e não podemos esquecer desta velha amizade, a auto estima não é. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma das nossas amigas mais fiéis quando valorizamos haha!

      Excluir
  15. Amei tanto esse texto <3 sérinho!

    bruna-morgan.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Texto MARAVILHOSO e se encaixou perfeitamente na minha atual situação, me identifiquei <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que tenha se identificado mais com o final do que com o meio, hahah ♥

      Excluir
  17. Que texto!
    Vim por causa da indicação no blog NADA SENSATA
    e me apaixonei! Caramba <3
    bjssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isabella, fico muito feliz que tenhas gostado <3

      Excluir
  18. Que texto incrível ♥ Se valorizar, se amar e entender que ninguém tem a capacidade de controlar nossa vida ou o que sentimos perante ela é essencial. Muitas vezes o medo de ficar só é muito maior do que o de estar vivendo numa prisão.

    ResponderExcluir
  19. Que textão maravilhosoooo! Admiro muito vocês que conseguem se expressar assim <3

    Beijos

    http://myuniversoparticular.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  20. Amei teu texto, e que texto intenso hein. "Levantou a cabeça e apesar de ainda machucar, sabia que dali em diante, era dona de sua vida novamente e de bônus reconquistara uma velha amiga: sua auto estima."
    Essa frase você fechou com chave de ouro mesmo. Arrasou!!! bjs
    www.pilateandosonhos.com

    ResponderExcluir
  21. Que texto maravilhoso! Sua escrita é ótima, parabéns!

    www.episodiodehoje.com.br

    ResponderExcluir
  22. Estou de B-O-C-A A-B-E-R-T-A! Que texto lindooooo!
    Beijos,
    www.hitsdomomento.com

    ResponderExcluir
  23. Eu amo blogs assim, que escrevem coisas do dia a dia sabe? E que já aconteceu com bastante gente! Seus textos são lindos! Parabéns bjs

    ResponderExcluir
  24. Adorei seu texto! As vezes é preciso disso mesmo, um dia para pensar sobre a vida e marcar um encontro consigo mesmo, no bar mesmo ou onde for! Beijos moça! Curto muito seu blog :)

    ResponderExcluir
  25. Mais um texto incrível! Você já pensou em escrever um livro? Você manda muito bem! Me identifiquei muito com esse texto por ter vivido isso no meu último relacionamento, e olha a sensação de reencontro com si mesma é maravilhosa! Beijos

    Blog Ei Carol!

    ResponderExcluir
  26. Kah, sua escrita é muito boa! Sempre que leio um texto seu, eu me surpreendo. E sobre o texto, a auto valorização é sempre importante. Eu tenho comigo que: Primeiro eu, segundo eu, terceiro eu de novo, e quanto quem saber você! haha
    "Não era a saudade que machucava. Pelo menos, não a dele. Era a saudade que ela tinha dela mesma que não podia aguentar." Parabéns, de verdade, por redigir tão bem seus textos!
    Beijão

    http://1momentoqualquer.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  27. Menina! Que lindo o texto, aliás cada pedacinho do seu blog é maravilhosooo

    ResponderExcluir
  28. Texto incrível! Quando iniciamos uma relação, devemos saber que muitas coisas mudarão e que algumas realmente deixarão de acontecer, mas isso só é bom se a pessoa não se sentir infeliz com todas essas coisas! Relações em que a pessoa fica sem auto estima são o fim! Você escreve super bem!
    Beijos

    ResponderExcluir
  29. Maravilhoso o texto!
    Nada pior que um relacionamento que nos desconecta e afasta de nós mesmas, da nossa confiança...
    Beijos!
    A Menina da Janela

    ResponderExcluir
  30. Karol sua linda!
    Que texto maravilhoso..
    É pura verdade que nós mulheres lutamos pela nossa auto-estima todos os dias de nossas vidas, e não podemos deixar que um simples cara nos faça abrir mão dos nossos sonhos, desejos e metas. Se ele não quer compartilhar todas essas coisas com você, não abra mão delas e sim deles. Afinal, a vida é uma só! Simplesmente amei. Você leva muito jeito pra isso. Beijos, sucesso.
    Seguindo o blog <3

    meninafashion-polly.blogspot.com

    ResponderExcluir
  31. Karol, parabéns pelo texto! Super bem escrito, envolvente do começo ao fim! Toda mulher sofre de vez em quando com essas coisas né não, mas viu, somos guerreiras e precisamos nos emponderar muito mais, nos amar mais, do jeitinho que estivermos e claro se estivermos numa bad, curtir a bad um pouco e sair dela super saudável e de bom com o coraçãozinho :)

    Continue a escrever! Amei <3
    Beijinhos
    Sarah =ˆ•.•ˆ=
    http://pequenomundodesarah.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  32. Karol do céu, que texto maravilhoso! Me identifiquei demais, já fiz isso algumas vezes hahah Mas sempre sai de cabeça em pé! kkkkk Adorei o texto, o blog, tudo! <3

    ResponderExcluir
  33. Menina, não conhecia o seu blog ainda. Que texto incrível! Meus parabéns <3

    ResponderExcluir
  34. Quando li o título eu pensei na música "de copo sempre cheio coração vazio", foi inevitável, mas fiquei curiosa e vim conferir o texto.
    Adoro o modo da sua narrativa, é aconchegante, sempre faz a gente se identificar com aquela pessoa da história, e é muito simples, não em sentido negativo, é rica em transmitir a mensagem que deseja, sem precisar florear as coisas.
    Adoro ler os textos aqui do blog! <3 Este, em especial, achei perfeito, na medida certa!
    xoxo

    ResponderExcluir
  35. Que texto!
    A umas semanas passei por uma briga no meu relacionamento e esse texto me definiu completamente e eu precisava dele. Obrigada <3
    Planeta Erótico - Vibradores

    ResponderExcluir

Entre Cartas e Amores - Blog de textos, comportamento, amores e resenhas literárias. Conta pra gente o que você achou ♥

Tecnologia do Blogger.