Ads Top

Ela se foi e levou com ela a cor dos meus dias



Hoje é um dia triste! Tão triste quanto ontem, antes de ontem e todo e qualquer dia em que ela não esteja. Ela era luz, paz e segurança... Sem ela as coisas mais belas da vida perderam a cor. O mundo ficou cinzento e sem brilho. As lágrimas derramadas diariamente já se tornarem parte do meu cotidiano. 

Faz falta o “cheguei” após o trabalho ou a faculdade, o sorriso estampado de quando nos víamos na rodoviária, o cuidado que tinha com ela, o açaí com leite condensado que eu preparava com tanto carinho, o iogurte de banana caramelada, a mão na barriga pra passar sua cólica, a troca de travesseiro pra ela poder dormir com o travesseiro melhor, de ter que mudar meu lado na cama sempre que ela chegava, de fazer compras no supermercado juntos, das postagens fofas sobre animais, do beijo, do cheiro, do abraço, da voz, da paz, da segurança, do orgulho, de acordar e sorrir ao vê-la do meu lado.

Ela se foi e com ela se foram meus melhores e mais belos sonhos e planos. Casar, ter filhos, montar seu estúdio fitness e envelhecer lado a lado e de mãos dadas... Como se fôssemos um, uma só alma, um só coração. 

Ela saiu da minha vida e levou consigo um pedaço de mim. Deixou um espaço no meu peito que não tem como ser preenchido porque ela foi única. Ela foi especial e me fazia um homem melhor. Com ela eu era pleno e tinha forças para ultrapassar qualquer obstáculo, por maior que fosse, porque a tinha do meu lado. 

Hoje sou só dor, está tudo escuro e meu peito grita pela sua falta. O coração aperta, a dor consome e os olhos se expressam pelas lágrimas. Difícil ser forte quando se perde quem ama. 

A vida vai seguir, ainda vou derramar muitas lágrimas por sua ausência, mas o tempo há de secá- las. Restarão as lembranças e a frustração de não tê-la feito me amar o e questionamento que carregarei por toda a vida: onde foi que eu errei? 

Mas o meu amor ela teve, tem e terá por um bom tempo. Vou tentando ensinar ao coração que chegou ao fim, mas enquanto não consigo, ele vai se apegando à esperança de tê-la novamente pra cuidar, amar e mostrar, diariamente, o quanto ela é única. 

Porque eu a amo e lutaria por ela por dez, vinte, trinta anos se ela estivesse do meu lado, pelo simples fato de que, por seu amor, valeria a pena lutar. 

Que ela sempre lembre que despertou em mim o melhor amor, o melhor sentimento, a melhor saudade, que teve um homem que a amou de verdade e que vai tê-la guardada pra sempre nas melhores lembranças, nos melhores sentimentos, dentro do coração, em um lugar que só ela tem acesso. 

E se um dia ela resolver dar uma nova chance para o nosso amor, eu farei o dobro do que fiz para fazer valer a pena. Lutarei com todas as minhas forças, porque acredito em nós dois e na paz que sentimos quando estamos juntos. Enquanto houver amor haverá esperança e enquanto houver esperança eu sonharei com o dia que poderei beijá-la novamente e dizer olhando em seus olhos: que bom que voltou! 

Meus dias sem ela perderam a cor e o que me resta é reaprender a colori-los.

- André Carvalho


Texto recebido via inbox na fanpage do Entre Cartas e Amores

Nenhum comentário:

Entre Cartas e Amores - Blog de textos, comportamento, amores e resenhas literárias. Conta pra gente o que você achou ♥

Tecnologia do Blogger.