Ads Top

Me desculpa, mas você não é ele




Ele me convidou para jantar e eu fui. Num restaurante aconchegante, desses que qualquer mulher se sentiria especial. Mas aí eu percebi. Mesmo que ele faça todas as coisas que sempre desejei, não era você. Meu coração gritou pelo vazio. E tudo se tornou algo automático, minhas respostas, meu riso, tudo falso.
Assim como eu estava mentindo para mim mesma, de que ele poderia te superar. Talvez no sentido de fazer o que você deixou de fazer, sim. Mas, meu coração não batia forte.
E eu preferi você. Do seu jeito errado e nada carinhoso. Preferi nossas loucuras e preguiça de domingo, juntinhos no sofá. Nada se comparava a você. Eu nunca poderia me sentir à vontade com ele, como com você. Ele abriu a porta do carro, me deu flores. Mas eu não me senti uma princesa, mesmo ele sendo príncipe de desenho animado. Porque, não era você. Se tornou algo que era para ter sido com você e não foi. Que você deixou passar e entregou para outra pessoa fazer. Que fez. Poderia me dar o mundo. Mas, eu não me sentia nas nuvens. Fui porque sei que mereço atenção, mimo e ser tratada como única. Sempre quis isso. E agora que tenho, é uma sensação vazia.
Naquele jantar, com ele me olhando apaixonado, minha cabeça só se perguntava onde você poderia estar naquele momento.


Nenhum comentário:

Entre Cartas e Amores - Blog de textos, comportamento, amores e resenhas literárias. Conta pra gente o que você achou ♥

Tecnologia do Blogger.