Ads Top

Eu fui a minha pior mentira



Eu estive perdida por muito tempo por sua causa, pensava eu. Porque me entreguei por completo e é assim que se faz quando se ama alguém, mas você sempre tornou as coisas difíceis.
Me fez escolher, entre terminar ou continuar nesse relacionamento que não era recíproco. Nunca foi. Fechei os olhos, no escuro, para ficar com você. Aceitei suas migalhas, porque, ainda assim estaria com você. Mesmo que eu não fosse mais eu, não tivesse vida. Porque te amar seria o bastante.
Acreditava que você mudaria, que me valorizaria, me amaria muito um dia. Que seria diferente.
Foi difícil.
O sol bateu no meu rosto, certo dia de manhã e depois de muito tempo eu pude abrir os olhos. A temperatura esquentou minha pele, minhas bochechas. O apartamento estava calmo e os pássaros cantavam. A decisão é minha, sempre foi. E o mundo lá fora, iria continuar seguindo, coisas bonitas e simples existindo, mesmo que por dentro, pareça que tudo chegou ao fim.
Quer dizer, chegou. Morri, juro que morri, mas naquele mesmo dia me reconstruí. Porque era eu, sempre foi. Eu mesma que mentia para mim.


http://www.entregalaxias.com.br/

Um comentário:

Entre Cartas e Amores - Blog de textos, comportamento, amores e resenhas literárias. Conta pra gente o que você achou ♥

Tecnologia do Blogger.