Ads Top

Eu te amei mesmo sabendo que não devia



Eu te amei naquela noite de terça feira que você apareceu na minha porta, mesmo sabendo que pela manhã você não estaria. 

Eu te amei naquela tarde de sábado que você pegou a minha mão e me levou pra passear por aí, sem pressa alguma, mesmo sabendo que você logo soltaria.

Eu te amei naquela mensagem que você me enviou bêbado de madrugada dizendo que sentia minha falta, mesmo sabendo que no dia seguinte você não lembraria.

Eu te amei em cada troca de olhar e em cada troca de palavras bobas, mesmo sabendo que você não correspondia o que eu sentia.

Eu te amei mesmo sabendo que você não me amava, mesmo sabendo que você não me amaria. Eu te amei sabendo que você não seria capaz de ficar. De chegar sem querer ir embora. De criar raízes em mim. 

Eu te amei sabendo que não importava o que eu fizesse, que não importava o quanto eu estivesse disponível, o quanto eu me preocupasse, que não importava o quanto eu te amasse, você não seria capaz de me amar de volta. 

Eu te amei ciente das noites mal dormidas que cada partida sua me custaria. Eu te amei mesmo sabendo que não devia. 

E sinceramente, eu não faria diferente. Não evitaria te amar. Não teimaria contra o coração.

Porque é muito melhor amar, mesmo alguém que não vá ficar, do que não sentir nada, como você. É muito melhor amar do que simplesmente passar os dias, as pessoas, as relações sem conseguir se entregar. É melhor amar do que se enganar. Eu te amei. E você...


Um comentário:

  1. Esse texto me coube tão bem.
    Só não sei se é melhor mesmo amar sem reciprocidade só por amar. Dói. No fim das contas, deve ser melhor saber exatamente a hora de se entregar e não se machucar por quem não merece.
    Lindo texto <3

    Com carinho, Beca;
    Café de Beira de Estrada

    ResponderExcluir

Entre Cartas e Amores - Blog de textos, comportamento, amores e resenhas literárias. Conta pra gente o que você achou ♥

Tecnologia do Blogger.