Ads Top

Três anos de cartas e amores



Dia 14 de novembro tem sido uma data muito importante pra mim nesses últimos três anos. Não só por ser o aniversário do Entre Cartas e Amores (óbvio que isso já é  motivo suficiente), mas porque essa data é o marco do dia que eu decidi que as minhas vergonhas e inseguranças não tinham mais espaço por aqui. 

Escrever sempre foi algo muito simples pra mim. Sempre o fiz. O tempo todo. Sou o tipo de pessoa que anda sempre por aí com um caderninho, um bloco de notas, qualquer coisa. Escrevo o tempo todo, porque minha mente nunca se cala. Mas escrever é uma coisa. Deixar que outras pessoas leiam é  algo completamente diferente. É  assustador. É inseguro. É como sair nua na rua. 

Então, quando, três anos atrás, eu decidi me arriscar e expor pra quem quisesse ler o que eu escrevia, eu estava fazendo muito mais por mim do que simplesmente criar um blog, simplesmente compartilhar conteúdo. Eu estava me auto confrontando. Eu estava dizendo para mim mesma que acreditava em mim, que acreditava no que fazia e que medos, vergonhas e inseguranças iam ter que ficar para depois. 

É claro que até hoje ainda dá uma certa insegurança toda vez que eu posto alguma coisa. Acho que isso nunca vai sumir. E pra ser bem sincera, nem quero que suma. Mas eu descobri, e venho descobrindo, todos os dias desde o primeiro texto publicado o quanto é gostoso enfrentar nossas travas e dar uma chance pro que a gente ama. 

Esse espacinho aqui, esse amontoado de palavras e amores, faz com que eu me redescubra e me reinvente inúmeras e inúmeras vezes. Faz com que eu busque cada vez mais o meu melhor, o melhor dos outros, o melhor do mundo ao meu redor. É uma caixinha de surpresas e aprendizados que enche meu coração de muito amor. E não bastasse isso, volta e meia eu recebo o feedback de vocês me contando como esse espaço aqui, que me faz tão bem, faz tão bem pra vocês também. E acho que não existe nada mais lindo do que isso pra mim: que algo tão importante pra mim, que eu faço com tanto amor, possa fazer bem para outras pessoas também. 

Nesses três anos de entre cartas e amores muitas histórias já foram contadas aqui. Minhas histórias, histórias de pessoas que conheço, histórias de quem topou embarcar nessa comigo e compartilhar amor na internet. É louco pensar que existe quem para nessa correria que é a vida pra ler as nossas histórias. É louco pensar que as nossas histórias possam tocar tantos corações. É louco e lindo. Lindo saber que as nossas histórias, as belas e as desastrosas, podem ajudar tantos outros corações confusos que nem os nossos muitas vezes. Não tem nada mais lindo no mundo do que o amor e saber que a gente compartilha com vocês e vocês compartilham com a gente tanto amor... é sinceramente indescritível.

Então, nesse aniversário de três anos do ecea, eu quero fazer três agradecimentos: o primeiro, pra mim mesma. Narcisismo a parte, quero reforçar pra mim (e quem sabe inspirar vocês com esse reforço, não é?) o quanto eu me orgulho de ter criado esse espaço, de ter me confrontado, de não ter desistido, de não ter deixado as inseguranças falarem mais alto. Esse é um trabalho de muitas pessoas e fatores mas certamente é o meu maior orgulho. E eu sei bem o quanto foi difícil o acordo comigo mesma pra isso ser possível, então, sim, um agradecimento a mim mesma. Dar um passo em uma direção desconhecida é sempre assustador. Mas fica de lição que esse foi o assustador mais bonito de toda a minha vida. 

O segundo agradecimento vai pra todo mundo que topou fazer parte desse projeto comigo: quem me ajuda a encher esse espaço de histórias, de amores. E pra todo mundo que já fez parte mas que por algum motivo teve que sair. Esse espaço não seria nada sem esse apoio todo, sem as histórias lindas que cada um contou por aqui. 

E terceiro mas definitivamente não menos importante: a todo mundo que tira um tempo da sua vida pra vir aqui nos ler. Que nos permite entrar em suas vidas e narrar nossas próprias histórias, nossos conselhos, nossa forma de ver o mundo. É de transbordar de felicidade entrar no painel e ver quantas pessoas nos leram, abrir o email e ter recados lindos lá, nos contando as histórias de vocês também. É o que de fato torna isso especial. Essa troca de amores. Da gente pra vocês, de vocês pra gente e assim infinitamente. 

O texto comemorativo foi, diferente dos outros nos anos anteriores, sentimentalíssimo. Mas não tinha como ser diferente, quando me sentei pra escrever sobre os três anos que se passaram eu só consegui pensar no quanto sou grata. No quanto eu amo isso tudo, no quanto isso me faz bem. No quanto conversar com vocês aqui enche meu coração. A vida é corrida, nem sempre eu consigo postar, nem sempre consigo responder, com certeza não levo o projeto com o empenho que gostaria, com o empenho que planejo todos os meses. Mas quando eu paro pra pensar nesses três anos eu só consigo pensar em todo o amor que eu descobri aqui. E todos os poréns, toda a correria passa a ser nada. Tudo se transforma numa gratidão enorme.

Meu muito obrigada de coração a quem nos acompanha, a quem ajuda de qualquer forma esse espaço a continuar batendo. De olhinhos embaçados das lágrimas que estão sendo contidas com esse post, desejo a mim e a vocês: um feliz aniversário pro projeto mais lindo da minha vida!


Nenhum comentário:

Entre Cartas e Amores - Blog de textos, comportamento, amores e resenhas literárias. Conta pra gente o que você achou ♥

Tecnologia do Blogger.