Ads Top

Você se perdeu



Depois de mim, mas antes de você.
Você se perdeu.

Não posso dizer se foi você quem escolheu. Mas eu digo a você que não fui eu.

As suas sombras, os seus desejos, as suas luxúrias acabam te consumindo, acabam te minando e te afastando da luz que se acendeu.

Eu apareci não para te salvar, mas quem sabe o que poderia ter acontecido se você tivesse me deixado tentar.

Se não tivesse cortado minhas asas quando eu quis ajudar. Você sempre achou que sabia mais e quem era eu para negar?

Você quis me afastar. Era difícil ter de lidar com alguém que conseguia gritar mais alto que os seus demônios. Você preferiu se acostumar, se acomodar.

Achando que estava no caminho certo para mudar.

Não adianta você negar que eu existi. Não adianta você tentar me apagar.

Minhas palavras ainda vibram dentro dos seus medos.

Não fiz para te assustar, mas para acordar.

Você preferiu vagar. Ir para outro lugar onde ninguém pudesse reconhecer o que você faz.

Mas uma hora eles vão saber e vão te questionar. E até quando você vai se esquivar?

Até quando você vai ligar para suas falsas verdades? Até quando você vai pedir perdão por pecar?

Eu não estarei lá. Não haverá um ser iluminado que possa te absolver por você permanecer, por continuar a se cegar por errar.

Você se perdeu da resposta que apareceu.

Você nem sabe aonde se meteu.

Por enquanto foi a sombra que te convenceu de vencer uma batalha que há muito tempo você perdeu

Em nome de Deus.


Nenhum comentário:

Entre Cartas e Amores - Blog de textos, comportamento, amores e resenhas literárias. Conta pra gente o que você achou ♥

Tecnologia do Blogger.