Ads Top

Pra lembrar de te esquecer



Planejei meu dia e te deixei fora da rotina, te risquei de cada plano que eu tinha. Enchi a agenda de lembretes para não lembrar de você, daqueles com aviso de importante! e tudo. Parecia uma boa ideia, a meta do dia era de lembrar de te esquecer. 

O caso é que eu nunca fui muito boa com essa coisa de levar a sério meus planejamentos. Quis esquecer de você mas na verdade acabei esquecendo que sou uma cabeça de vento. Esqueci da agenda, esqueci dos lembretes. Só não esqueci de você. Deixei o planejamento na gaveta e sai de casa vestida de saudades suas. 

Te vi por todas as ruas: nas silhuetas de quem vinha na minha direção, mesmo que não lembrassem em nada você. Na música que tocava no mercado. Nos casais tomando sorvete em pleno inverno, mesmo que eu nunca tivesse te chamado pra tomar sorvete. No perfume daquela moça que passou correndo por mim, provavelmente atrasada pra alguma coisa mais interessante do que qualquer coisa que eu tenha feito nessa última semana sem você. 

Te esquecer tem sido mais cansativo que te lembrar. Te lembrar é um número finito de momentos que compartilhamos, os quais eu posso repassar e repassar, remoer e remoer da forma que quiser, que eles simplesmente continuarão sendo a mesma coisa, sempre. Te esquecer que é o problema. Porque te esquecer são todos os planos e encontros e assuntos e piadas e passeios e viagens e barzinhos e  sorvetes e cervejas e até aqueles pratos estranhos que você cozinha que nunca mais nós vamos ter. Te esquecer é pensar em tudo que a gente poderia ter sido e não foi. Em tudo que a gente poderia viver mas não vai.  

Amanhã vou mudar os lembretes. Amanhã vou fazer diferente. Amanhã vou te lembrar. Te lembrar até que eu enjoe e não precise te esquecer. Te lembrar até voltar a lembrar de mim.




Nenhum comentário:

Entre Cartas e Amores - Blog de textos, comportamento, amores e resenhas literárias. Conta pra gente o que você achou ♥

Tecnologia do Blogger.